O QUÊ VOCÊ PROCURA?

QUAL A CLINIPOM MAIS
PRÓXIMA DA SUA REGIÃO?

ABEPOM - Associação Beneficente dos Militares Estaduais

Coronel Araújo Gomes assume o comando da PMSC

22/02/2018

Visualizado por 2339 pessoas

Aconteceu na manhã desta quinta-feira, 22, por volta das 10h, em Florianópolis, a solenidade de passagem do Comando-Geral da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC). Na ocasião, o coronel Paulo Henrique Hemm entregou o comando da instituição ao coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, que exercia a função de subcomandante-geral.

Diversas autoridades, civis e militares, do Brasil e do exterior, prestigiaram a cerimônia. Destaque para a presença do governador Eduardo Pinho Moreira, que presidiu o ato. O novo secretário de Segurança Pública, Alceu de Olivieira Pinto Júnior, também se fez presente, ao lado dos demais convidados.

Logo no início da cerimônia ocorreu o ato de exoneração do coronel Paulo Henrique e, em seguida, a nomeação do coronel Araújo Gomes, como comandante, e também do novo subcomandante-geral, coronel Cláudio Roberto Koglin.

O coronel Paulo Henrique encerra sua missão após três anos à frente da instituição. No dia 8 de janeiro de 2015 ele assumiu o comando da corporação e seu lema foi “a proteção das pessoas”.Alicerçado na aproximação com as comunidades, o coronel promoveu um aumento significativo na ostensividade da Polícia Militar, através de ações direcionadas nesse sentido e um incremento regular no efetivo da PM, com a inclusão de diversos cursos de formação policial.

A valorização do policial militar também foi um dos eixos de seu comando, principalmente através do aprimoramento técnico para o exercício das mais diversas modalidades de policiamento e atividade operacional.

Logo após a passagem de comando, os policiais presentes deslocaram, em comboio, para uma operação inicial em comunidades da Capital. Neste primeiro momento, de acordo com o novo comandante, o foco das ações será nas regiões Norte e continental de Florianópolis.

*Durante a solenidade desta quinta-feira, o coronel Araújo Gomes portou a espada de seu bisavô, coronel Homero da Silveira, que lutou na revolução de 1932 pela Força Pública de São Paulo, na época como capitão.

O coronel Araújo Gomes, por sua vez, aos 51 anos, recebe a missão de orquestrar a instituição na nova composição da Segurança Pública. Com perfil operacional e técnico, o coronel completa 31 anos de serviço agora neste ano, com vasto conhecimento e entusiasmado com os novos desafios.

Em sua trajetória profissional, na PMSC, o coronel exerceu como principais funções, enquanto oficial superior, a chefia da PM-6, no Estado-Maior-Geral, o comando do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Florianópolis, o comando da 11ª Região de Polícia Militar (RPM), responsável pela Grande Florianópolis, e o subcomando-geral da corporação.

Atuou também em Joinville, onde comandou o Pelotão de Polícia de Choque e criou o Pelotão de Paramédicos. Em sua passagem pelo Corpo de Bombeiros, quando este ainda pertencia à PMSC, também coordenou programas na área de atendimento pré-hospitalar, resgate veicular e combate a incêndio.

Na Defesa Civil Estadual foi gerente de resposta a desastres e no Estado-Maior-Geral, órgão colegiado de assessoria ao Comando Geral da PMSC, foi chefe da terceira seção, responsável pela doutrina e operações policiais.

Araújo Gomes também desempenhou missões do Governo Federal, no Rio de Janeiro e Pará (missões do Ministério da Justiça) e na Serra Fluminense (missões do Ministério da Integração Nacional).

Com formação na área de desastres, emergências e segurança pública em diversos países como EUA, Colômbia, Argentina e Chile, ele também participou da Comitiva Brasileira que definiu a Estratégia Internacional de Redução de Desastres (Marco de Hyogo), no Fórum Mundial da ONU, no Japão.

Além disso, o coronel Araújo Gomes também atua como pesquisador no Centro Universitário de Estudos Sobre Desastres, da UFSC, onde já produziu diversos materiais de referência, para a gestão de desastres, utilizados em nível nacional.

Como tenente-coronel comandou o 4ª BPM, responsável pelas porções centro, sul e leste da Ilha de Santa Catarina, entre 2011 e 2016. Neste período, esteve à frente de inúmeras situações decisivas para a cidade de Florianópolis, incluindo a mediação de greves e paralisações do sistema de transporte, manifestações sociais em larga escala e ondas de atentados por facções criminosas.

Já no posto de coronel, no ano de 2016, permaneceu por um ano e dois meses no comando da 11ª Região Policial Militar, responsável pelos 12 municípios da Grande Florianópolis (com exceção da Capital), até assumir a função de subcomandante-geral da PMSC no dia 28 de abril de 2017.

O novo subcomandante-geral

O coronel Cláudio Roberto Koglin, que foi declarado aspirante-à-oficial em 27 de novembro de 1986 e promovido à coronel em 31 de janeiro de 2015, assume a nova função. Em sua trajetória profissional, o novo subcomandante da PM exerceu como principais funções, enquanto oficial superior, o comando do 12º BPM, em Balneário Camboriú, o comando do 10º BPM, em Blumenau, foi chefe do Estado-Maior da 3ª RPM, em Balneário Camboriú, e, posteriormente, também assumiu o comando daquela região.

Fonte: www.pm.sc.gov.br